quinta-feira, 24 de março de 2011

Dia Mundial da Água - Jesus e a Mulher Samaritana


Dia 22 de março, terça-feira, será comemorado o Dia Mundial da Água 2011. O Dia é celebrado anualmente na mesma data para chamar a atenção do mundo sobre a importância da água doce e defender seu manejo sustentável.
A água é um recurso natural de valor inestimável. Além de ser indispensável à produção e um recurso estratégico para o desenvolvimento econômico, ela é vital para o equilíbrio dos ecossistemas. O acesso a água é um fator decisivo na qualidade de vida da população.
A data foi criada em 22 de fevereiro de 1993 pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). A cada ano um tema diferente é escolhido, com o objetivo de promover várias ações sobre o assunto ao redor do mundo. O tema de 2011 é Água para as cidades.

Jesus usou também da água para falar do seu Reino, em Jo 4. 5-30, 39-42: a história já começa estranha por a mulher vir retirar água de meio dia, quando isto era geralmente feito no início ou no fim do dia. A mulher estranha que Jesus sendo judeu peça-lhe água. Depois estranha como Jesus pode falar de água viva se nem balde ele tinha. Depois estranha o método de conseguir esta água, sem balde, mas pede a Jesus que lhe conceda ela, poupando ela do esforço de ir buscá-la diariamente (estaria ela usando de ironia no v. 15?).
Mais adiante ela estranha como Jesus conhece a vida dela se nunca a vira antes. Porém a partir daqui ela reconhece que a conversa está ficando séria, embora ainda tente se desvencilhar de Jesus. Como Jesus “pegou pesado” com ela ao mencionar os seus maridos, ela agora pega pesado com ele, fazendo uma pergunta sobre o pomo de discórdia entre judeus e samaritanos, o lugar certo de adoração: monte Gerizim ou Jerusalém (monte Sião)? Jesus responde admiravelmente ao esclarecer que um lugar não é santo por si só, mas é santo por Deus se revelar e manifestar nele, por estar ali presente.
Por isso, os adoradores do Senhor o adorarão em espírito e em verdade, onde quer que estejam. Não vai depender do lugar em si, mas da presença do próprio Cristo (cf. Mt 18.20) e da ação do Espírito Santo (cf. Jo 14.26). Por fim, ela então “apela” para a promessa do Messias, dizendo que é ele quem vai explicar todas as coisas concernentes ao louvor e adoração, esperança comum entre judeus e samaritanos (estes, porém, aceitavam o Pentateuco apenas). E é aí que Jesus vence a última barreira da incredulidade dela ao declarar “Eu o sou, eu que falo contigo” (v.26).

Deus vence a nossa incredulidade por meio de sua Palavra de salvação, Jesus Cristo. Por isso, vemos Jesus criticando e condenando não os pecadores ou aqueles que tem dificuldade para crer, como esta mulher samaritana, mas somente aqueles que o resistem numa incredulidade contumaz, como os fariseus e escribas (Mt 23; Jo 8.44) ou então as cidades de Corazim, Betsaida e Cafarnaum que viram os seus grandes sinais, mas não creram (Mt 11. 20-24).
O período da Quaresma é o oposto disso, pois enfatiza o arrependimento, uma vida diária batismal de arrependimento, que é fortalecida diariamente por meio da Palavra e também pela Ceia, com os irmãos na fé. A pessoa que é convencida pela Palavra de Deus de seu pecado e incapacidade de crer pelas suas próprias forças é convidada a ouvir Jesus, o Messias, e encontrar nele a vida eterna. Somente aqueles que são assim convencidos podem fazer como a mulher samaritana que foi e deu o seu testemunho, levando muitos a ouvirem a Jesus e descobrirem por si próprios o seu pecado e incredulidade e em Jesus Cristo o “Salvador do mundo” (v.42).
Não importa quão grande seja o pecado, quer seja uma vida promíscua que leva a 5 casamentos, ou então uma vida de hipocrisia de quem tenta esconder os seus erros, há perdão em Cristo. Ao nos perdoar, ele nos integra ao seu corpo, à Igreja, onde vivemos em comunhão com ele e com os irmãos na fé. Ser perdoado por Cristo é ser acolhido e integrado. Também é perdoar como fomos perdoados, como oramos no Pai Nosso “e perdoa-nos as nossas dívidas assim como nós também perdoamos aos nossos devedores.”

sexta-feira, 18 de março de 2011

Eu porei a minha esperança em Deus



Quantas vezes você já acordou sentindo-se fraco, abatido, pressionado por uma série de problemas que se acumulam no dia a dia? E nessas horas nos perguntamos: Por que estou tão triste? Por que estou tão aflito? A maioria das pessoas já teve, e ainda tem, momentos assim. E o que você faz? Onde busca a ajuda? Vejamos a atitude do autor do Salmo 43, que se encontrando na mesma situação de tristeza e medo disse: "Eu porei a minha esperança em Deus e ainda o louvarei. Ele é o meu Salvador e o meu Deus". E é exatamente o que você deve fazer hoje: colocar a sua esperança em Deus, pois só nele você encontrará ânimo, força e coragem para enfrentar os seus problemas. Deixe a Palavra de Deus lhe convencer de que Jesus Cristo é o seu Salvador e o seu Deus.

Oremos: Amado Salvador Jesus, ajuda-me a enfrentar a vida na certeza de que sempre terei a tua companhia, o teu amor e o teu perdão. Fortalece a minha confiança em ti, para que o meu coração se alegre e meus lábios professem que Jesus é o meu Salvador e meu Deus. Por Jesus. Amém.

Leia em sua Bíblia: Salmo 43.1-5

TROTE SOLIDÁRIO - CAEL

Você acredita em Consciência Social, Amor, Comprometimento Social e Humano, Boas Ações e Amigos de Verdade? Pois acredite, isso não é ilusão e nem filme. A maior prova disso Deus nos deu ao enviar seu Filho Jesus ao Mundo, para nos Salvar e Redimir da Morte, Pecado e Condenação Eterna. Ele realizou tudo isso através de sua Encarnação, vida, ensino, morte na Cruz, Ressurreição e Ascensão. Tudo para mim e você, enfim toda humanidade. Mas podemos estender tudo isso que recebemos também ao nosso próximo. Esta experiência pudemos experimentar nesta semana quando o Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPI vieram presentear o Centro de Assistência e Educação Luterano (CAEL), junto à Congregação Evangélica Luterana Cristo, de Teresina -PI, com um TROTE SOLIDÁRIO. Somos imensamente gratos por recebermos este "TROTE". Também gratos pela Jovem Mariana, quando lembrou-se de ter estudado nesta Escola e dos bons momentos passados aqui, por isso levou a idéia deste local para realizar o TROTE.
Estiveram aqui fazendo esta boa ação várias turmas do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPI, especialmente as últimas turmas e os calouros do Curso, quando na semana do calouro realizaram o TROTE SOLIDÁRIO.
Esta é uma boa iniciativa, como seria bom se todos os jovens e troteiros fizessem assim, ajudando e não prejudicando e maltratando seres humanos e entidades.
Deus abençoe a todos!!!
Pastor Elton Rost
















Você acha que terminou? Não, não! Ainda tem mais!
Trouxeram mais presentes. Muitos brinquedos para nossos alunos.
Eles disseram que ficaram felizes e realizados com este "TROTE", imagina nós!!
O CAEL e a IGREJA LUTERANA deseja as mais ricas bençãos de Deus para estes jovens estudantes, que ELE esteja com cada um, iluminando, abrindo portas na vida, dando-lhes inteligência no estudo, na vida e muita fé no SENHOR JESUS, onde há SALVAÇÃO!!!


Congresso Distrital 2011 -Vale do Tocantins


2011 chegou e as atividades da Igreja também. Já começamos a pensar em várias coisas, Retiro de Carnaval, Conselho Distrital, cultos... Não poderíamos esquecer do Congresso Distrital, neste ano será em Teresina, PI. Quer conhecer o local, veja este vídeo. Nós queremos vê-lo conosco! Venha participar, traga amigos, colegas, organize seu grupo, pois aguardamos vocês!!!!
Estamos trabalhando para que o Congresso seja tão bom quanto os demais.
Pastor Elton Rost, CELC e JELC de teresina, PI.


Cida disse...

É isso aí e muito mais!!!!!
vai ser muito abençoado, assim como os demais!!!!!!!!!!
participe!!!!!!!


Carlos Alberto disse...

Já estou de malas prontas para o nosso Congresso! Dessa vez o trabalho é nosso e a satisfação também em receber os nossos irmãos e visitantes do Distrito.

Eu estarei lá e vc????

Ondas de imagens



Se uma imagem vale por mil palavras, então qualquer coisa que a gente escreve sobre esta tragédia nipônica corre o risco de sucumbir. Sempre carregando as sofisticadas câmeras, os japoneses estão revelando ao mundo cenas impressionantes. O sentimento global é de perplexidade. Será o cumprimento da profecia de Jesus? Que “todas as nações ficarão desesperadas, com medo do terrível barulho do mar e das ondas” (Lucas 21.25)? Por que “todas as nações”? Qual a razão dos moradores que vivem nos lugares mais altos, ou no outro lado do planeta, estarem apavorados? Creio que a resposta está nesta grandiosa onda que invade o mundo – as chocantes imagens vindas do país da Sony, da Panasonic, da Nikon...
Tsunamis são antigos. Há três mil anos o rei Davi já dizia: “Assim, quando as grandes ondas de sofrimento vierem, não chegarão até eles” (Salmo 32.6). Davi comparou este desastre natural com a desolação espiritual que invade a vida daqueles que não têm um “esconderijo que livra da aflição” (v.7). Ele viveu às margens do Mar Mediterrâneo, e deve ter presenciado ou sabia algo a respeito. Segundo registros arqueológicos, foi neste período bíblico que ocorreu um dos maiores maremotos que aniquilou a ilha de Creta, próximo às terras litorâneas de Israel.
O fato novo, por isto, são as impactantes imagens que transportam a humanidade para o Japão, e faz com que “todas as nações estejam desesperadas, com medo do terrível barulho do mar e das ondas”. No entanto, se a imagem tem poder, vem à lembrança a foto daquela criança de quatro meses, encontrada viva entre os escombros do tsunami, e que se tornou símbolo de esperança no Japão. Algo que remete à imagem da criancinha enrolada em panos e deitada numa manjedoura. “Não tenham medo”, disse o anjo aos pastores de Belém, porque este menino vai salvar vocês. Já crescido, ele calmou o mar, e todos ficaram admirados: “Que homem é este que manda até no vento e nas ondas?” (Mateus 8.27). É dele que Davi se refere ao confessar “Tu és o meu refúgio” quando surgem as grandes ondas.
(Marcos Schmidt - Pastor Luterano)

TERREMOTO COM TSUNAMI


E o que dizer do terremoto no Japão?
O 7º pior da história. No momento em que escrevo estas linhas, já são mais de mil mortos nesta mistura fatal de terremoto com tsunami. Bem menos que os 200 mil mortos no Haiti, mas, mesmo assim, mil vidas preciosas, pelas quais também morreu o Salvador Jesus.
De qualquer forma, terremoto sempre é terremoto, e preocupa. Ele traz o alerta de que o chão que vivemos pode não ser tão seguro quanto pensamos. É loucura, portanto, agarrar-se a este mundo como se não existisse outro.
Enquanto os terremotos têm explicações científicas, o mesmo não se pode dizer do tremor que há no nosso coração quando experimentamos o chão tremer. Trememos pelo medo de sucumbir, de partir, de dar adeus, de morrer. Um medo natural existente no coração de cada um, por mais forte que demonstre ser.
O terremoto é apenas mais um daqueles momentos em que nos sentimos pequenos, indefesos, desprotegidos, impotentes. Ainda mais quando lemos que o alerta de tsunami pode chegar à América do Sul, ao Chile, Equador, Colômbia e Peru. Não chega ao Brasil (pelo menos esta é a previsão), mas, e se chegasse?
Na verdade, já chegou. Diferente, mas chegou. Outros terremotos têm feito nosso chão tremer, talvez até com mais intensidade. Notícias calamitosas da perda de um familiar, da doença terminal do pai ou da mãe, do acidente trágico com um amigo do peito, enfim, notícias desta natureza podem fazer nosso chão tremer e até desaparecer. O nosso mundo é assim. Não é tão seguro quanto pensamos.
Mesmo assim, temos garantias, não da Defesa Civil, mas da Defesa Divina: “Ele o cobrirá com as suas asas, e debaixo delas você estará seguro. A fidelidade de Deus o protegerá como um escudo” (Salmo 91.4). Como compreender isso quando passamos pelos terremotos da vida? Não deveria Deus livrar o nosso epicentro de tais abalos? É o que, no fundo, pensamos.
Não é tão simples compreender isto. Mas, com os olhos da fé, que enxergam além dos olhos físicos, podemos aceitar. Até porque foi em um terremoto que Deus deu a prova do preço que estava disposto a pagar para proteger. A Bíblia diz que, quando Jesus morreu, “a terra tremeu e as rochas se partiram” (Mateus 27.51). A terra tremeu, Jesus morreu e o mundo, por incrível que pareça, se encheu de esperança. Até que, no domingo, a rocha se abriu e Jesus voltou a viver. A esperança virou realidade.
Pelo terremoto da cruz e pela rocha do túmulo vazio podemos confiar que a proteção das asas divinas vai muito além dos abalos sísmicos deste mundo. Na verdade, é uma proteção ilimitada, eterna, que se estende para além desta vida. Há uma nova cidade, um novo lugar, nos esperando depois que este mundo tremer e desaparecer. É o céu, a vida eterna, o refúgio perfeito para quem apegou-se a Jesus em meio aos abalos deste mundo.
Naquele lugar, a fortaleza celeste, o Senhor promete, “não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor” (Apocalipse 21.4). E nem terremotos.
(Pastor Julio Jandt)

quarta-feira, 16 de março de 2011

Conselho Distrital em Açailândia


O primeiro momento foi devoção e pedidos do Distrito realizados na Igrega Luterana de Açailândia.

Depois nos dirigimos a uma Escola da Cidade onde continuaram as atividades...

Tivemos a participação especial do 2º vice Presidente da IELB Geraldo Schuler e do Coordenado do PEM. Nesta imagem os Pastores estão apresentando Relatório das atividades do ano de 2010.

O Pastor Geraldo Schuler iniciou a manhã de sábado falando sobre o desafio dos Lìderes da Igreja e todos os cristãos, em sermos Sal e Luz do Mundo...

Praticamente todas as Paróquias do Distrito estavam representadas.

Os Pastores da Diretoria Nacional da IELB também nos falaram de toda IELB, não só de nosso Distrito, elogiaram nossas Paróquias e comentaram da falta de obreiros.

No final do sábado dividimos os participantes em 2 equipes e debatemos sobre a Comunicação, freqüência nos cultos, missão e estudos bíblicos na IELB, Distritos e Paróquias.

O Encontro encerrou domingo com o Culto, onde todos participaram.

Todos Pastores auxiliaram na Ordem do Culto, o Pastor Geraldo Schuler fez a INstalação do Pastor Davis Seiber, de Açailandia.

Este foi o momento da Instalação, que o Bom Deus abençoe o Pastor Davis e sua família, esposa Iris e filho Filipe.

O Pastor Adilson Schunke, coordenador do PEM, falou-nos também em nome de toda Diretoria Nacional e da alegria em retornar ao nosso Distrito.

Pastor Davis e Iris (de amarelo), bem vindos ao Distrito Vale do Tocantins, que Deus lhes abençoe, ilumine, capacite e ampare.

quinta-feira, 10 de março de 2011

A culpa tem cura?



“Pois eu também não condeno você. Vá e não peque mais” (Jo 8.11).

Você está se sentindo culpado hoje? A culpa é uma das grandes causas do sofrimento humano. É uma dor profunda. Você já conseguiu deixar de se sentir culpado sozinho? É muito difícil. Por mais que recebamos o perdão de uma pessoa, a culpa nos atormenta e nós não nos perdoamos. Sentimos que falhamos, que não conseguimos fazer o que é certo. Mas será que há cura para a culpa? Existe sim, mas ela não está dentro de nós. Ela está na cruz do calvário. Foi lá que todas as nossas culpas foram pagas. Cristo morreu para curar você de toda a culpa. Por isso, confie em Jesus. Ele deu a vida dele para que o nosso pecado, que gera a culpa, não nos condenasse na cruz. Não carregue nos seus ombros a culpa. Você errou? Está arrependido? Confie em Jesus! Ele já curou você de toda culpa. Aproveite a oportunidade que Cristo dá a você e recomece a sua vida sem culpa e em paz.

Oremos: Obrigado, Senhor Deus, por teres enviado Jesus. Sei que tu colocaste sobre ele todos os meus pecados. Graças a Jesus estou livre de toda a culpa e posso viver em paz na certeza de que tu me amas e me perdoas. Amém.

terça-feira, 8 de março de 2011

Retiro de Carnaval de 2011


Na noite do Louvar-te houve muitas apresentações, música, teatro e esquetes. Parabéns a todos!

Tivemos uma Palestra com o Thiago, formado em Direito, sobre Direitos do Consumidor.

Tivemos várias surpresas, uma delas foi a instalação de uma Tirolesa, onde muitos puderam colocar um pouco de adrenalina em sua vida naquele momento!!!

Hora de comer, saciar a fome, repor energias para mais programações...

A família pastoral também cantou duas músicas na noite Louvar-te.

Foram muito criativas as esquetes, onde novos jovens puderam fazer suas apresentações.

Um dos momentos marcantes foi o filme produzido pelo Pastor Arnaldo Koller, fundador da congregação, onde conta toda a história da Congregação Cristo.

A noite do Pijama também foi maravilhosa, com muitas surpresas!!!

Teve apresentações de crianças e adultos, com seus super-pijamas....

As crianças mostrando seu charme...

Sempre começamos as atividades com louvor e devoções...

Os organizadores do Retiro 2011 estão de Parabéns, que Deus continue os abençoando e toda sua Igreja.

Os momentos devocionais foram muito bons, com muita participação, especialmente a juventude mirin!!!

Nas devoções também não faltou criatividade.

Hora de Louvar ao Senhor, todos de pé, ....

Obrigado Senhor por mais este Retiro de Carnaval!!!
Alegrei-me quando me disseram, vamos a Casa do Senhor!!!