sexta-feira, 2 de abril de 2010

Batizado da Alanis











No dia 28 de março fizemos um Culto especial na Congregação "Cristo", de Teresina, com o batizado da pequena Alanis. Estiveram presentes também seus pais, padrinhos, familiares e Congregação. Foi um Culto com leituras e mensagem sobre o Santo Batismo. O Grupo de Canto da Congregação também louvou ao Senhor com duas músicas. Assim mais uma pessoa foi acrescida à Família de Deus, sendo participante conosco do Reino de Deus e herdeira da morada Celestial.
Que o Bom Deus abençoe a Alanis, toda a família e também os padrinhos!!!
Pelo Batismo recebemos perdão dos pecados (At 2.38), nascimento espiritual (Jo 3.5), nos tornamos parte da família de Deus (1 Co 12.13), nos revestimos de Cristo (Gl 3.27) e recebemos a salvação (Mc 16.16).
O Batismo é um presente de Deus, é seu amor e misericórdia que recebemos, para nossa salvação.

Culto de Domingo de Ramos









No Culto do dia 28 de março lembramos o Domingo de Ramos. Neste Culto fizemos uma entrada especial, com crianças, lembrando que os discípulos e os seguidores de Cristo cantaram "Hosana ao Rei" quando Jesus entrou na cidade de Jerusalém, que dá início à Semana Santa.
As leituras Bíblicas e a mensagem também lembraram este fato, que faz-nos refletir quem Jesus é e o que veio fazer no Mundo.

A Parábola do Avatar




Fui com a família assistir o filme Avatar. Junto com a pipoca, refrigerante, estacionamento, deu uns 70 reais. Meio salgado para a maioria. Mas de vez em quando a gente precisa sair da rotina e sentar na poltrona do cinema. Ainda mais quando trata-se de uma super produção que ganhou três Oscars em categorias técnicas - efeitos visuais, fotografia e direção de arte. Foi a primeira vez que coloquei os óculos futurísticos para ver um filme 3D - efeito três dimensões. A ficção científica resume-se numa guerra entre colonizadores humanos e nativos humanoides pelas riquezas naturais num planeta distante. É o ano 2154 no meio de uma crise energética na Terra. A solução é um mineral no planeta Pandora colonizado pelo ser humano. Mas o minério está no território sagrado dos nativos, e como a atmosfera de Pandora é tóxica para os terráqueos, o jeito foi inventar o avatar - uma criação hibrida que mistura ser humano e nativo do planeta. O avatar tinha a missão de espionar e facilitar a expulsão dos nativos. Mas tudo deu errado quando o ser humano Jake, que virou um avatar, "vira a casaca", e lidera a revolta dos nativos. No final, Jake transforma-se em herói, salvando Pandora dos gananciosos e cruéis seres humanos.
O filme foi acusado nos Estados Unidos de ser propaganda contra o seu governo, onde os vilões são o general, o exército americano e as companhias exploradoras de minério do subsolo. Os heróis são os nativos, o "povo da floresta", que enfrentam o invasor americano. O recado parece ser este mesmo, sobretudo por aquilo que acontece no Iraque. Na verdade, em qualquer filme, novela, livro, sempre existe uma mente que tenta passar alguma mensagem. E dependendo de quem está no outro lado, a mensagem é interpretada de uma forma bem diferente. No meu caso, filtrei o filme na minha concepção teológica. Bem coisa de pastor. E assim criei no meu imaginário um avatar - Jesus Cristo.
Em Filipenses (2.6,7) está escrito: "Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus. Pelo contrário, ele abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo, tornando-se assim igual aos seres humanos". Acho que foi o diretor James Cameron que se inspirou em Jesus para escrever e dirigir Avatar. Com algumas diferenças, é claro. Mas as semelhanças são interessantes. Jesus deixa o seu reino, torna-se um "híbrido" Deus-homem, vence e expulsa os inimigos - o general Satanás, o exército da morte com suas armas nocivas, e as companhias exploradoras do subsolo da natureza humana. Se para alguns é pura ficção, mito, isto tem explicação: este também é um filme com efeito tridimensional. Sem os óculos da fé apenas se enxerga as imagens da dimensão material. Por isto Jesus disse: "Mas vocês, como são felizes! Pois os seus olhos vêem" (Mateus 13.16).
Valeu a pena assistir Avatar. Na saída devolvemos os óculos especiais e voltamos a enxergar as batalhas da dimensão terrena - os perigos do trânsito, a violência, o desrespeito, a ganância... Fiquei pensando: - Ah, como seria diferente se todos tivessem os óculos para enxergar a dimensão do amor de Deus. Mas esta já é outra batalha...
(Pastor Marcos Schmidt - Igreja Evangélica Luterana do Brasil)

Conselho Distrital em Alto Parnaíba, MA







Nos dias 19,20 e 21 de março, estivemos em Alto Parnaíba (Extremo Sul do estado do Maranhão) reunidos com os demais pastores do Distrito Vale do Rio Tocantins e a liderança distrital. Foram momentos muito bons de comunhão e aprendizado.
Na Ocasião também foram eleitos o novo Conselheiro Distrital, Pastor Darlon Ulrich, de Imperatriz, e Laudir França da Rosa, de Palmas-TO, como Vice-Conselheiro.
Lá tivemos uma recepção e acolhida muito boa, participamos de um estudo, com Andrea Hannisch, sobre o tema "Quem é a criança da Escola Dominical?", relatórios de Pastores e Congregações, eleição, situação do Distrito e encerramos o Conselho com um bonito culto com Instalação do Conselheiro e Vice.

Mensagem de Páscoa do Presidente da IELB

Mensagem de Páscoa 2010

Ao celebrarmos mais uma vez a paixão de Cristo, lembrando seu sofrimento e morte em nosso favor, e ao festejarmos com grande alegria a sua gloriosa ressurreição, que o possamos fazer agradecendo a Deus pelo seu amor e rogando ao Espírito Santo que fortaleça a nossa confiança no Filho de Deus, nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.


Aproveitemos estes dias para compartilhar as muitas experiências que temos em nossa vida com Deus com as pessoas ao nosso redor. Quando você desejar a alguém uma feliz Páscoa, compartilhe a mensagem que realmente torna feliz todas as Páscoas e todos os dias da nossa vida com Deus – Jesus está vivo e nós viveremos com ele.


Feliz Páscoa – Jesus vive!



Acesse a mensagem do presidente da IELB no link:

http://www.youtube.com/watch?v=MJpMbYf5i4M

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Sexta-feira Santa



Como eu leio esse texto bíblico? Posso lê-lo como uma história que aconteceu num passado distante. Posso lê-lo devagar..., refletindo sobre cada frase..., meditando..., como se eu estivesse presenciado tudo o que aconteceu.

O mais difícil, talvez, seja lê-lo sem pensar, logo na Páscoa. Às vezes, prejudicamos os textos da

Sexta-Feira Santa, porque pensamos cedo demais na Páscoa. Não deveríamos misturar os dois fatos, antes do tempo.

Crucificaram Jesus. Repartiram suas roupas. As pessoas caçoaram dEle, balançaram suas cabeças. Insultaram, ridicularizaram-no, até de suas palavras e milagres. Jesus clama: “Meu Deus, meu Deus, por que abandonaste?” Pouco depois dá um grito e morre.

Jesus Cristo, o Messias, o Filho de Deus está morto. Esta foi a experiência dos discípulos, dos familiares e da comunidade de Jesus. A morte venceu. Os inimigos venceram e se sentiram vitorioso. Este é o impacto da Sexta-Feira Santa.

Ao mesmo tempo, como pessoas cristãs, não podemos deixar de fora de nossa meditação o que outros Evangelhos nos relatam: que Jesus sabia que no fim de seu caminho estaria a morte. Mesmo assim, Ele permaneceu fiel à Palavra e à vontade do Pai. Viveu, incondicionalmente, o amor e a justiça de Deus. Foi obediente até a cruz, por nossa causa.

Não dá para esquecer a Páscoa. Mas, dá para dar atenção especial à Sexta-Feira Santa, ainda nos dias de hoje.

Oração: Senhor, teu sofrimento conforta meu coração. Por teu cruel tormento, recebi a Salvação. Continues comigo, me abençoando, protegendo e alimentando minha fé, para que eu possa permanecer Contigo. Quando chegar a minha vez de morrer, quero acordar na ressurreição em tua presença. Amém!

A Verdadeira Paz



Foi uma tarde de sexta-feira que o mundo serviu de palco para um acontecimento inédito. No alto de uma colina próxima a Jerusalém esta pendurado, morto, o rei do universo. Braços estendido, as mãos transpassadas pelos pregos, com o corpo desfigurado e ensangüentado.

Mas então raiou um novo dia na história da humanidade! No domingo seguinte, bem cedo, antes do despontar do sol, Maria Madalena e outra Maria foram à sepultura de Jesus. Após o tremor de terra, o anjo da à boa noticia às mulheres: “Ele não está aqui; já foi ressuscitado, como tinha dito” (Mt. 28.06). As mulheres voltaram apressadamente para levar esta boa noticia de grande importância e alegria aos discípulos. De repente, Jesus aparece às mulheres e lhes diz: “Que a paz esteja com vocês!” (Mt. 28.09).

O tumulo vazio tem uma mensagem de fé, vida e esperança para todos nós: Cristo ressuscitou! Ele vive. Aleluia! Jesus, que fora crucificado e morto por causa dos nossos pecados, ressuscitou trazendo ao mundo a mensagem da reconciliação que conduz o homem de volta à comunhão com o criador.

Crer ou não crer na ressurreição de Cristo, e não sua própria ressurreição faz toda a diferença na vida das pessoas. Essa diferença é a vida eterna. O cristão sabe que um dia, mais cedo ou mais tarde, morrerá. Mas também sabe e crê na promessa que Jesus fez aos seus seguidores: “Porque eu vivo, vocês também viveram” (Jo. 14.19). Podemos celebrar e comemorar o dia da Páscoa, bem como todos os dias de nossas vidas, e dizer com toda a certeza: Cristo ressuscitou! Ele vive. Aleluia! Podemos também ouvir Jesus nos dizer: “Que a paz esteja com vocês!”

ORAÇÃO: Amado Deus vivo, te agradeço por que tenho a garantia da salvação e vida eterna em Jesus Cristo. Graças te dou, pois o meu Salvador vive e eu também viverei. Amém.