quinta-feira, 18 de abril de 2019

Tenebrae e Páscoa | Sexta Bíblica



A Semana Santa é um tempo carregado de significados e com certeza o período onde nós comemoramos os acontecimentos mais importantes do Cristianismo. Quero falar um pouquinho sobre duas cerimônias específicas desse período.
O ofício das trevas, ou as vezes chamado Tenebrae, tem origem no cristianismo e é um costume muito antigo, talvez desde o século IX, mas eu infelizmente não sei afirmar com certeza quando surgiu. E se você já participou de alguma cerimônia como esta deve se lembrar que é algo bem diferente do que estamos acostumados, pelo menos na igreja Luterana. Mas este rito tem importância também em nosso meio.
Basicamente nessa liturgia o objetivo é mostrar os acontecimentos da semana Santa, especificamente da sexta-feira santa, através de leituras bíblicas e o apagar das velas. O culto termina na escuridão com a leitura do relato da morte de Jesus “Ao meio-dia começou a escurecer, e toda a terra ficou três horas na escuridão. ” (Mt 27.45). Também pode ser feito um barulho intenso para simbolizar o túmulo de Jesus sendo fechado ou o terremoto depois da crucificação “A terra tremeu, e as rochas se partiram” (Mt 27.51). Tudo isso intensifica a morte de Jesus e o desespero do mundo sem Deus.
 “A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela”. (Jo 1.5) Jesus Cristo, a luz do mundo experimenta as trevas da morte, causada pelo pecado e o diabo. Mas as trevas não resplandecem sobre a Luz, nem a morte sobre Jesus. Por isso as pessoas saem do templo em silencio na esperança da ressurreição de Jesus.
Talvez nós possamos ficar com o coração pesado ao participar de uma cerimônia como essa e pensar na morte de Jesus pelos nossos pecados, isso é importante, o sofrimento que nós temos não é suficiente para mostrar o quão grande é o pecado, mas quando vemos um completo inocente sofrendo em nosso lugar esse sentimento se intensifica.
Nós não conseguimos sentir o que é ser abandonado por Deus, nós não sabemos o que é isso, Ele sempre está conosco, mas Jesus sim sentiu, “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? ” (Mc 15.34). E esta é a função desse ofício, mostrar que Jesus foi desamparado e abandonado, mas nós nunca fomos.
Por isso esta celebração precisa trazer para nós o significado correto da obra de Jesus. Ela termina com a expectativa de ressurreição, apesar de tanto luto e trevas, esta é a esperança. Jesus sofreu aquilo porque ele quis, porque ele sabia que sem aquilo nós não poderíamos viver com ele. E como ele quer viver conosco ele aceitou passar pelo que nós merecemos.
Tudo o que aconteceu naquela semana e também em todo o tempo antes foi para que nós tivéssemos a Páscoa. Por isso, vibre de alegria e diga para o mundo que Jesus morreu e ressuscitou por você.
A outra festa importante nesta semana é a Páscoa, e ela é a razão de existir do cristianismo, sem a Páscoa o cristianismo simplesmente não pode existir. “Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito. Venham ver onde ele jazia. ” (Mt 28.6). Venham ver onde ele estava. A festa da Páscoa quer nos mostrar isso mesmo, que Jesus já não está mais no túmulo morto, e muito menos nas trevas. A Luz agora mostra sua verdadeira intensidade e nos contagia com a sua alegria. Vivemos hoje graças ao que herdamos e ganhamos de Jesus nosso Salvador.

ORAÇÃO: Pai amado, muito obrigado por ter enviado Jesus ao mundo. Meu agradecimento por ele ter sofrido por mim é humilde, mas sei que é aceito. Abençoe este mundo que o Senhor tanto ama para que a mensagem de Cristo continue sendo pregada ao mundo e trazendo a alegria da salvação a mais e mais pessoas. Amém!

Escrito por: Arthur Klippel - Aluno do Seminário Concórdia

terça-feira, 16 de abril de 2019

#1 - Nostalgia JELC - Luciano



1) Apresentação: 

Meu nome é Luciano Moraes Silva, participei da JELC de 1991 até, mais ou menos, 2014; Na diretoria fui presidente, tesoureiro e coordenador de lazer, atualmente sou baterista no grupo de louvor da CELC e faço parte do grupo de limpeza da igreja. 

2) Como conheceu a JELC:

Conheci através dos meus amigos Manoel e Glaydson, comecei a frequentar motivado pela música e pelo vôlei. 

3) Do que mais sente saudades: 

Sinto saudades da comunhão depois das reuniões, dos estudos bíblicos e das gincanas.

4) Como a JELC contribuiu na sua vida cristã: 

Nós estudávamos muito na companhia dos pastores, e tínhamos a oportunidade de participar como devocionistas, isso exigia preparação, e trazia um crescimento na palavra de Deus, eu também tive a oportunidade de preparar estudos bíblicos em alguns momentos. 

5) Momentos marcantes/ inesquecíveis: 

Fizemos alguns passeios que me marcaram, um para o Sumaré em 1991- antigamente era um banho, hoje em dia chamam de balneário -, também fizemos um ao Parque da Cidade. Mas as coisas mais marcantes foram o vôlei, que passamos muitos anos jogando, o teatro também, por que era uma atividade realizada pela juventude, e a música, pois tínhamos uma banda em que os jovens se envolviam. Além disso tudo, os congressos, especialmente o meu primeiro que foi em Castanhal, em 1991. 

6) Histórias engraçadas:

Certa vez, no congresso de São Luís em 2002. Eu, Maninho e Richardson nos caracterizamos para uma apresentação na noite artística e nos pintamos como os integrantes do Kiss. 


7) Congressos que participou: 

1991 - Castanhal, PA
1995 - São Luís, MA
1996 - Imperatriz, MA
1998 - Teresina, PI
2002 - São Luís, MA
2003 - Imperatriz, MA
2005 - Teresina, PI
2009 - São Luís, MA
2011 - Teresina, PI
2014 - Marabá, PA
2015 - Floriano, PI

8) Músicas preferidas: 

São muitas, vou dizer algumas. Somos o seu povo, Homem frágil, Autoridade e poder, Amizade verdadeira, Andam procurando, Amarás, Praticantes, Jesus é meu sol e Quero que valorize o que você tem.

9) Defina a JELC em uma palavra: 

Amizade

10) Um recado para as próximas gerações da JELC:

"Acho que o mais importante na juventude é o estudo da Palavra de Deus em primeiro lugar, claro, e também as devoções, orações e o fortalecimento da fé. Mas também a cumplicidade, tem que haver cumplicidade seja na área de lazer, ou na organização de uma programação, mas é muito bom nos tornarmos cúmplices, nas horas boas e ruins, todos devem estar no mesmo barco remando juntos. Não dá certo querer fazer algo sozinho, ou o grupo estar desunido, é isso, acho que é importante as novas gerações permanecerem unidas e cúmplices uns dos outros, especialmente firmados na Palavra de Deus".


sexta-feira, 5 de abril de 2019

Ponto de Arrecadação em prol das vítimas de enxurrada em Teresina

"O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei." João 15. 12

"Duas pessoas morreram na noite desta quinta-feira (4) após uma lagoa de um clube desativado transbordar com a chuva, romper a rua do terreno, que funcionava como dique, e atingir casas no bairro Parque Rodoviário, Zona Sul de Teresina." Fonte: G1 Piauí

Na noite de ontem (04/04), devido a fortes chuvas que ocorreram na capital, o bairro Parque Rodoviário na zona sul de Teresina, sofreu uma enxurrada que deixou quase 40 famílias desabrigadas, 30 pessoas feridas e 2 mortos até o momento. No intuito de ajudar essas vítimas, a Igreja Evangélica Luterana "Cristo" de Teresina-PI se tornou um ponto de arrecadação e está recebendo doações de: alimentos não perecíveis, água mineral, roupas em bom estado, material de limpeza, material de higiene pessoal, ração para animais, lençóis, colchões, e doações em dinheiro. Caso queira fazer uma transferência bancária para ajudar as vítimas da região entre em contato com: (86) 3227-3252; (86) 99951-9540 (whatsapp) ; (86) 98848- 3430 (whatsapp). 


Subir